“Sinfonia da Alvorada” é o segundo CD do Grupo TAKTO, produzido com recursos do FAC – Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do DF. O álbum traz uma releitura da Sinfonia composta por Tom Jobim para a inauguração de Brasília, além de outras composições especialmente feitas para a cidade.

Em pouco mais de 50 anos, esta é a primeira releitura da Sinfonia da Alvorada. Composta sob encomenda de Juscelino Kubitschek para a inauguração da capital, foi apresentada poucas vezes em seu formato original, com orquestra sinfônica, e possui apenas três gravações.

Não dá para definir se a releitura do TAKTO é popular ou erudita, assim como não é possível enquadrar Jobim sob um desses conceitos. A sinfonia é recriada com instrumentos inusitados, mas pleno respeito aos contrapontos e à sofisticada harmonia de seu autor, sem que falte sequer um compasso à obra.

Para completar o repertório, o TAKTO outras composições sobre Brasília e de autores brasilienses, que ficaram marcadas na História da cidade: Suíte Brasília, de Renato Vasconcellos, Juriti, de Paulo Tovar e Aldo Justo, e uma interpretação diferente do Hino de Brasília, da Profa. Neusa França.

O Grupo TAKTO possui em sua formação original duas flautas (alternando entre transversais e barrocas), clarineta (ou clarone), violão de 7 cordas, percussão (e bateria) e, eventualmente, vozes. Seus integrantes são Marília Carvalho e Alessandra Lalucce (flautas), Taís Vilar (clarineta) e Diogo Vanelli (bateria). O violão fica por conta do maestro Flávio Fonseca.